13-06-08

Didachè in het Portugees

 

Didache no português

Atos - Capítulo 15

Segundo a Peshitta Jerusalém (manuscrito aramaico do 1o. Século) Traduzido por Sha'ul Bentsion

Didache

1 Então alguns que tinham descido de Yehudá ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes, segundo o costume da Torá, não podeis ter a vida eterna. 2 Tendo Sha'ul e Bar Naba muita disputa e discussão com eles, os irmãos resolveram que Sha'ul e Bar Naba e mais alguns dentre eles subissem a Yerushalayim, aos sh'lichim e aos anciãos, por causa desta disputa. 3 Eles, pois, sendo acompanhados pela Kehilá por um trecho do caminho, passavam pela Fenícia e por Shomeron, contando a conversão dos goyim; e davam grande alegria a todos os irmãos. 4 E, quando chegaram a Yerushalayim, foram recebidos pela Kehilá e pelos sh'lichim e anciãos, e relataram tudo quanto Elohim fizera por meio deles

5 Mas alguns da seita dos p'rushim, que tinham crido, levantaram-se dizendo: É necessário primeiro circuncidá-los, para então mandar-lhes observar a Torá de Moshe. 6 Congregaram-se pois os sh'lichim e os anciãos para considerar este assunto. 7 E, havendo grande discussão, levantou-se Shimon e disse-lhes: Irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Elohim me elegeu dentre vós, para que os goyim ouvissem da minha boca a palavra das Boas Novas e confiassem. 8 E Elohim, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes a Ruach HaKodesh, assim como a nós; 9 e não fez distinção alguma entre eles e nós, purificando os seus corações pela fé. 10 Agora, pois, por que tentais a Elohim, pondo sobre a cerviz dos talmidim um jugo [isto é, pondo uma responsabilidade nas costas dos talmidim] que nem nossos pais nem nós pudemos suportar? 11 Mas cremos que temos a vida eterna pela graça do Senhor Yeshua, do mesmo modo que eles também. 12 Então toda a multidão se calou e escutava a Bar Naba e a Sha'ul, que contavam quantos sinais e prodígios Elohim havia feito por meio deles entre os goyim.

13 Depois que se calaram, Ya'akov, tomando a palavra, disse: Irmãos, ouvi-me: 14 Shimon relatou como primeiramente Elohim visitou os goyim para tomar dentre eles um povo para o seu Nome. 15 E com isto concordam as palavras dos profetas; como está escrito: 16 Depois destas [coisas] voltarei, e reedificarei o tabernáculo de David, que está caído; reedificarei as suas ruínas, e tornarei a levantá-lo; 17 para que o remanecente dos homens busque a YHWH [Marya/MarYah], sim, todos os goyim, sobre os quais é invocado o meu nome, diz YHWH que fez todas estas [coisas]. 18 As obras de Elohim são conhecidas desde a antigüidade. 19 Por isso, julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os goyim, que se convertem a Elohim, 20 mas escrever-lhes que se abstenham da impureza daquilo que é sacrificado [aos ídolos], da imoralidade sexual, do que é estrangulado, e do sangue. 21 Porque Moshe, desde as primeiras gerações, tem em cada cidade homens que o proclamam, e que o lêem a cada Shabat nas sinagogas. 22 Então os sh'lichim e os anciãos com toda a Kehilá escolheram homens dentre eles e os enviaram à Antioquia com Sha'ul e Bar Naba, a saber: Yehudá, chamado Bar Saba, e Sila, homens que eram líderes entre os irmãos. 23 E por meio deles escreveram o seguinte: Os sh'lichim e os anciãos, irmãos, aos irmãos dentre os goyim em Antioquia, na Síria e na Cilícia, shalom. 24 Portanto ouvimos que alguns homens que ensinam dentre vós, que alegam terem sido enviados por nós, aos quais nada mandamos, vos têm perturbado com palavras, confundindo as suas almas, dizendo que vós deveis primeiro serem circuncidados para então observar a Torá, o que não os mandamos [dizer] 25 Por isto, todos nós reunidos, escolhemos alguns homens e os enviamos com os nossos amados Bar Naba e Sha'ul, 26 homens que têm se comprometido em prol do nome de nosso Senhor Yeshua HaMashiach. 27 Enviamos portanto Yehudá e Sila, os quais também por palavra vos anunciarão as mesmas coisas. 28 Porque pareceu bem à Ruach HaKodesh e a nós não vos impor maior encargo além destas coisas necessárias: 29 Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da [carne] estrangulada, e da imoralidade sexual; e destas coisas fareis bem de vos guardar.Portanto o caminho da vida é este: 30 Primeiramente, deveis amar a Elohim, que vos criou. Depois, ao próximo como si mesmo. E vós nunca devereis fazer a outros aquilo que não desejais que os outros

vos façam. 31 E destes dizeres, o ensinamento é este: Abençoai a todos os que vos amaldiçoam, e orai pelos vossos inimigos, e jejuai por todos aqueles que vos perseguem. Pois o que há de bom em amar apenas àqueles que vos amam? Acaso não fazem as nações o mesmo? Mas vós deveis amar àqueles que vos odeiam; e vós não deveis ter inimigos. 32 Afastai-vos de todo yetser hará e desejos mundanos. Se alguém vos bater na face direita, volta a ele a outra também. Esta prática vos conduzirá à perfeição. Se alguém vos pedir para caminhar uma milha, ide com ele duas ao invés. Se alguém vos tomar a túnica, dai também a ele o vosso agasalho. Se alguém tomar algo de vós, não cobreis de volta, pois que proveito há nisso? 33 Dai a todo aquele que pedir a vós, e não pedi nada em troca, pois o Pai deseja que demos a todos de nossas próprias b'rachot, as quais são dádivas gratuitas. Feliz é aquele que dá conforme a mitsvá, pois este é inocente. Ai daquele que recebe, pois se tendo necessidade receber, ele é inocente. Mas se, não tendo real necessidade, receber, será punido por ter recebido sem razão. E será confinado e examinado por essas coisas conforme o que fez, e não escapará até que pague a última moeda. 34 Agora, acerca disto, também foi dito: Que a vossa tsedaká fique suada pela firmeza da palma de vossas mãos, até que saibais para quem dar. 35 A segunda das mitsvot deste ensinamento é esta: Não adulterarás; não cometerás pederastia; não cometerás prostituição; não praticarás encantamentos; não conjurarás; não assassinarás uma criança que ainda não nasceu; não cobiçarás as propriedades de teu próximo; não cometerás perjúrio; não levantarás falso testemunho; não cometerás lashon hará; não guardarás rancor. 36 Não terás mente dobre, nem língua dobre, pois a língua dobre é uma armadilha que te levará à ruína. 37 Tua fala não será falsa, nem vã, mas cheia de bondade. 38 Não desejarás as posses de outro, nem serás ganancioso, nem um hipócrita, nem disposto a fazer o mal, nem arrogante. Não tomarás conselho maligno contra teu próximo. 39 Não odiarás a homem algum, mas repreenderás a alguns, e acerca desses tu os sustentarás em tuas orações. E a esses tu os amarás mais do que tua própria vida. 40 Meu filho, foge de qualquer mal e de qualquer aparência do mal. 41 Não viverás uma vida repleta de raiva, pois a raiva conduz ao assassinato. Nem serás invejoso ou incitarás brigas, pois nenhuma destas coisas são adequadas para um seguidor do Mashiach. 42 Meu filho, não te preenchas de luxúria, pois a luxúria leva à prostituição. Nem cometerás lashon hará nem olharás [para alguém] com olhar de arrogância, pois todas essas coisas conduzem à infidelidade, e não são adequadas para um seguidor do Mashiach. 43 Meu filho, não te associes àquele que lida com feitiçaria, porque tais práticas

conduzem à idolatria, nem com quem opera encantamentos, nem com que adora às estrelas e os snais, nem com um mago, nem mesmo segue àqueles que buscam tais coisas, ou permaneça na companhia deles; pois todas essas coisas conduzem à idolatria, e não são adequadas para um seguidor do Mashiach. 44 Meu filho, não mintas, pois a mentira conduz ao roubo, nem seja ganancioso nem orgulhoso; pois todas essas coisas conduzem ao roubo, e não são adequadas para um seguidor do Mashiach. 45 Meu filho, não andeis murmurando, pois isto conduz à blasfêmia, nem busqueis a tua própria vontade, nem penseis pensamentos malignos; pois todas essas coisas fazem operar a blasfêmia. 46 Mas sede manso, porque é o manso quem herdará a terra. 47 Sejas paciente quando sofredes injustiça e compassivo e sem malícia e calmo e amável para com todos, sempre bem atento a tudo o que ouviste. 48 Não te exaltes; nem te permitas ser insolente. 49 Não andeis com os orgulhosos, mas te mantem na companhia dos que são íntegros e humildes. 50 Quaisquer provações e tribulações que encontrares, receba-as para seu próprio bem, sabendo que nada é feito sem o conhecimento de Elohim. 51 Meu filho, lembra-te daquele que te ensina a Palavra de Elohim. Noite e dia e o honrarás como quem honra ao Senhor; para sempre que e onde quer que Divar seja falado, o Senhor está presente. 52 Além disso, siga diariamente àqueles que andam como os santos, para poderes encontrar descanso em suas palavras. 53 Não causes divisão, mas sede pacífico mesmo com quem está sempre incitando controvérsia; julgues corretamente e, ao exortar, não sejas parcial a favor daqueles que transgridem a Torá. 54 Não duvides [de Elohim] se algo ocorrerá ou não. 55 Não te encontres de mão estendida para receber dinheiro a todo o tempo, mas sim recolhida, como quem dá. 56 Se reterdes qualquer coisa [de um necessitado], por tuas mãos pagarás o preço de seus pecados. Não hesites em dar, nem murmures quando der; ou [Elohim] te ensinará o que é um bom empregador. 57 Não voltes tua face dos que estão em necessidade, porém, reparte tudo com teu irmão; e não digas que são seus próprios bens, pois toda boa coisa provém do Pai. Se vós partilhais a vida eterna, quanto mais as coisas que perecerão? 58 Não remova sua mão de seu filho ou filho; porém, ensina-lhes o profundo temor de Elohim desde a sua mocidade. 59 Não dês ordem a teus criados enquanto estiveres irado, pois eles têm fé no mesmo Elohim; porquanto podem se ofender e deixarem de reverenciar ao Elohim

que está acima de ambos: mestre e criado. Porque Ele não chama de acordo com aparência exterior, mas a todo aquele a quem a Ruach preparou. 60 E vós criados sede submissos a vossos mestres como que ao Senhor, em modéstia e reverência. Desprezai toda a hipocrisia e tudo o que não agrada a YHWH, conforme mostrado em Suas mitsvot. 61 Nunca abandones as mitsvot de YHWH; mas guarda o que recebeste, sem acrescentar ou remover delas. 62 Na companhia de seus irmãos confessarás teus pecados; e nunca digas uma oração tendo uma consciência má. Este é o caminho da vida. 63 E o caminho da morte é este: Primeiramente, todas estas coisas são más e malditas: assassinato, adultério, luxúria, prostituição, roubo, idolatria, magia, feitiçaria, estupro, falso testemunho, hipocrisia, coração dobre, engado, arrogância, depravação, obstinação, ganância, fala vulgar, ciúme, excesso de confiança, arrogância, ostentação; perseguição ao bem, ódio à verdade, amar a mentira, não reconhecer retidão, não se apegar ao bem nem julgar de maneira íntegra, não desejar ver o bem mas sim o mal; 64 destes estão longe a mansidão e a persistência - amam vaidades, buscam vingança, não mostram misericórdia ao pobre, não obram pelo aflito, recusam-se a conhecer Àquele que os fez, infanticidas, destruidores daquilo que Elohim criou, voltando deliberadamente a face de quen está em necessidade, enquanto afligem a quem está sofrendo, defensores dos ricos, opositores da Torá, julgando aos pobres e pecando descaradamente. 65 Filhos, mantende-vos bem longe de tais coisas, e que aqueles que as praticam sequer sejam achados em vossa companhia. 66 Cudeis para que ninguém se desvie da halachá deste ensino, pois se alguém vos ensinar a se desviar, estará vos fazendo se afastarem de Elohim. 67 Pois se fordes capazes de suportar todo o jugo de YHWH, sereis perfeitos; mas se não puderdes fazer tudo o que é requerido, façais o que fordes capazes, a medida que aprenderdes. 68 Acerca da comida, façais o que fordes capazes; mas sede muito cautelosos daquilo que é sacrificado a ídolos; pois é para serviço de deuses mortos. 69 Acerca da imersão, deveis imergir desta maneira: 70 Tendo primeiramente ensinado [à pessoa] todas estas coisas, imergi em água corrente. 71 Mas vós não tiverdes nenhuma água corrente, imergi em outra água; e se a água não for fria, que seja morna. 72 Mas se vós não tiverdes água suficiente para a imersão, derramai da água três vezes sobre a cabeça. 73 Mas antes da imersão, que aquele que imergir jejue, bem como o que desejar

ser imergido, e se possível todos os que estiverem por testemunhas. Mas ao menos deve jejuar aquele que desejar ser imergido, por um ou dois dias antes da imersão. 74 Mas não façais seus jejuns junto aos hipócritas, porque eles jejuam no primeiro e quinto dias. Ao invés disso, é nossa tradição jejuar no quarto dia e antes do Shabat. 75 Não oreis como os hipócritas; mas sim como Yeshua ordenou nas Boas Novas: 76 Nosso Pai Celestial, santificado seja o Teu Nome. Venha o Teu Reino. Seja feita a Tua vontade assim no céu, como na terra. Dá-nos o pão da nossa necessidade hoje. Perdoa as nossas dívidas, tal como perdoamos aos nossos devedores. E não permita que sejamos levados à provação, mas livra-nos do maligno. Pois teu é o Reino, o poder e a glória para todo o sempre. Amen 77 Assim deveis orar três vezes ao dia, tal como o Senhor nos ensinou. 78 Agora relativo ao Seder de Pessach, dai graças desta maneira: Primeiro, acerca do cálice: 79 Nós te agradecemos, nosso Pai, pela sagrada Videira Vida de David teu servo, que Tu nos fizeste conhecer através de Teu Servo Yeshua; a Ti seja a glória para todo o sempre. 80 Acerca da matsá partida, dai graças desta maneira: 81 Nós te agradecemos, nosso Pai, pela vida e pelo conhecimento que Tu nos trouxeste através de Teu Servo Yeshua; a Ti seja a glória para todo o sempre. 82 Tal como esta matsá foi quebrada e espalhada em montes, e foi reunida e se tornou uma, assim também que a Tua santa Kehilá seja reunida dos confins da terra para o Teu Reino; pois Tua é a glória e o poder através de Yeshua HaMashiach para todo o sempre. 83 Não permitas que alguém coma ou beba no Seder de Pessach, salvo se tiverem sido imergidos no nome do Senhor. Pois acerca disso Yeshua disse: "Não pendureis ornamentos sagrados em cachorros." 84 Mas depois da refeição do Seder de Pessach, dai graças ao Pai Celestial desta maneira: 85 Nós Te agradecemos, ó santo Pai Celestiall, pois Tu fizeste o Teu Nome tabernacular em nossos corações, e pelo conhecimento e pela fé e pela vida eterna, os quais Tu nos fizeste conhecer através de Teu Servo Yeshua; a Ti seja a glória para todo o sempre. 86 Tu, El-Shadai, criaste todas as coisas por causa de Teu Nome; Tu dás comida e bebida aos homens para alegria, a fim de que eles possam dar graças a Ti; mas a nós tu dás livremente do alimento e da bebida espiritual, e da vida eterna através de Teu Servo Yeshua HaMashiach Ben Elohim. 87 Acima de todas as coisas nós Te agradecemos e o reconhecemos que Tu és El-Shadai; a Ti seja a glória para todo o sempre. 88 Lembra-te, YHWH, da Tua Kehilá, para livrá-la de todo mal e para aperfeiçoá-la

em teu amor, e reajuntá-la dos quatro ventos, santificados para Teu Reino, o qual Tu preparaste para ela; a Ti seja o poder e a glória para todo o sempre. 89 Que venha a graça, e que este mundo passe. Salva-nos, Elohim de David! 90 Que todo o que é santo venha; que todo o que não é santo se arrependa. Vem Senhor! Amen. 91 Permitas que os profetas dêem graças tanto quanto desejarem.. 92 Portanto, recebas a todo aquele que vier ensinando estas coisas que vos escrevemos. 93 Mas se o mestre se voltar e ensinar outro ensinamento contrário a este, nem sequer o escutes. 94 Mas se ele ensina de modo a aumentar a retidão e o conhecimento de YHWH, receba-o como ao Senhor. 95 Mas acerca dos emissários e profetas, ajas de acordo com a determinação das Boas Novas: 96 Que todo emissário que vem a vós seja recebido como vós receberíeis ao Senhor. 97 Mas ele não permanecerá dentro de tua casa por mais de um ou dois dias, salvo se houver uma necessidade. Mas se ele permanecer por três dias, pode ser um falso profeta. 98 E quando o emissário partir, que ele não leve nada consigo, exceto por porção suficiente de pão para o período necessário até que encontre pouso. Se ele pedir dinheiro, pode ser um falso profeta. 99 Não tentareis ou julgareis a qualquer profeta que fala na Ruach; porque todo pecado será perdoado, mas [se o profeta peca], este não será perdoado e o próprio Mashiach o condenará por seu mal. 100 Mas nem todo o que fala na Ruach é um profeta; mas somente se ele se apega à Torá do Mashiach. 101 Portanto serão conhecidos o profeta falso e o profeta verdadeiro em seus caminhos. 102 E todo profeta que pede uma refeição enquanto [fala] na Ruach não será o primeiro a participar dela, a menos que ele realmente seja um falso profeta. 103 E todo emissário ou profeta que ensina a verdade, mas não caminha de acordo com o que ele ensina, é um falso profeta. 104 E todo profeta, provado verdadeiro, operando em prol do mistério da Kehilá no mundo, mas não ensinando outros fazer o que ele faz, não será julgado entre você, mas seu juízo será executado por Elohim; pois foi assim com os profetas antigos. 105 Mas qualquer que, enquanto profetizando ou falando na Ruach, disser "Dai-me dinheiro" ou pedir qualquer outra coisa, tal como algo por pagamento pelo seu

ensino, não o escuteis. Mas se ele vos diz para darem em favor de outros que estão em necessidade, que ninguém o julgue, pois foi movido pela Ruach para falar. 106 Recebas a todo aquele que vem no Nome do Senhor, e prova-o e procura conhecê-lo posteriormente; assim terás discernimento entre a direita e a esquerda.. 107 Se aquele que vem viajou a pé, assistí-o em todas as suas necessidades tanto quanto puderes; mas ele não deve permanecer contigo mais de dois ou três dias, salvo se for necessário. 108 Mas se ele deseja permanecer contigo, e tem uma habilidade, que ele trabalhe para ganhar seu alimento e abrigo. Mas se ele tem nenhuma habilidade, de acordo com sua compreensão, cuida para que ele, como seguidor do Mashiach, não viva em vosso meio sem trabalhar. Ele não precisa ser pago em dinheiro, mas o seu alimento e abrigo poderão ser pagamento suficiente. 109 Mas se ele se recusa fazer a parte dele e reclama por não receber dinheiro, então está se valendo indevidamente do Mashiach. Observa cuidadosamente, e mantenha distância de tais pessoas. 110 Mas todo emissário ou profeta verdadeiro que desejar viver contigo ou em tua comunidade é merecedor de apoio. O ensinamento de um verdadeiro emissário ou profeta lhe será por trabalho, se não tiver nenhuma habilidade específica. 111 Semelhantemente, um verdadeiro mestre é por si merecedor, como o trabalhador, de apoio. 112 Logo, toda primícia dos produtos da videira e da eira, e dos bois e das ovelhas, tu tomarás e darás aos profetas, pois eles são os vossos cohanim g'dolim debaixo [da autoridade] do Mashiach. 113 Mas se tu não tiverdes nenhum profeta, dá o que fores capaz aos que tu sabes que estão em necessidade. 114 Se fizerdes uma porção de massa, toma a primícia, conforma a mitsvá. 115 Semelhantemente, quando tu abrirdes uma jarra de vinho ou óleo, toma da primícia e dá aos emissários ou aos profetas [vivendo contigo]; bem como de dinheiro ou vestes ou qualquer outra posse que tiver, toma as primícias, conforme tua possibilidade, e dá de acordo com a mitsvá. 116 Mas reuní-vos em cada um dos dias do Senhor: o Shabat, quando a Torá é lida, e nos Moadim, e parti do pão, e dai graças após terdes confessado vossos pecados, a fim de que vosso sacrifício seja puro. 117 Mas não permitas que alguém que está guardando rancor contra seu irmão, ou que está irado com seu irmão, reunir-se contigo para jantar contigo, até que tenha se reconciliado, para que teu sacrifício não seja profanado. 118 Pois isto é o que foi falado por YHWH, o Elohim sobre todos: 119 "Em todo lugar e a todo tempo, ofereçereis a mim um sacrifício; porque grande Rei eu sou, diz YHWH, e Meu Nome é maravilhoso entre as nações." 120 Portanto, apontai para vós supervisores e anciãos, dignos perante o Senhor,

dentre os homens mansos, e que não sejam amantes de dinheiro, e verdadeiros e aprovados; pois eles também lhes serão por profetas e mestres. 121 Portanto não os menosprezeis, antes a eles dai honra, juntamente com os profetas e mestres. E exorteis uns aos outros - não em ira, mas no shalom, conforme sabeis que está escrito nas Boas Novas. 122 Mas àqueles que agem de uma maneira incorreta um contra o outro, não lhes permita falar, nem os deixe ter notícias de vós até que tenham tido tempo suficiente para se arrependerem. 123 Recitareis todas as tuas orações, e dareis tuas esmolas e fareis tuas obras, conforme sabeis que é instruído nas Bos Novas do Senhor Yeshua Ben Elohim. 124 Sejas observante, por razão de tua própria vida. 125 Não permitais que vossas lâmpadas se extingüam, nem percam de vista vossas sandálias; mas estejais sempre preparados, pois não sabeis a hora em que o Senhor virá. 126 Mas reuní-vos sempre que possível, buscando aquilo que beneficia as vossas almas, pois nada do tempo de vossa fé será por benefício caso vós não estejais aperfeiçoados no Caminho no último dia. 127 Pois ocorrerá que nos últimos dias, quando muitos falsos profetas e muitos dos que causam corrupção forem multiplicados, e algumas das ovelhas se tornarem lobos, o amor de alguns se transformará em ódio. 128 Pois quando aumentar a oposição à Torá, eles odiarão e perseguirão uns aos outros, e então os malignos aparecerão alegando serem filhos de Elohim; 129 e o maligno, que é senhor deles, realizará sinais e prodígios, e a terra será entregue nas mãos do maligno, e ele fara tudo contra a Torá, coisas que nunca foram feitas antes desde o princípio, e muitos crerão naquilo que verão, das obras das mãos do maligno e das obras das mãos dos seus servos; e eles alegarão ter visões, e terem visto o Senhor os visitando em seus aposentos privados, dando a eles segredos e visões de morte. 130 Então toda a humanidade virá para o fogo da provação, e muitos tropeçarão e perecerão; mas aqueles que permanecerem firmes em sua fé serão resgatados da maldição. 131 E então os sinais da verdade aparecerão: Primeiro, o sinal dos céus descendo, e então o sinal do som do shofar. 132 E terceiro, a ressurreição dos mortos, contudo não de todos, porque os jutos se levantarão primeiro, e é dito: "O Senhor virá e todos Seus santos com Ele." 134 Então o mundo verá a YHWH Yeshua vindo sobre as nuvens do céu. Sede firmes no Senhor. 135 Então eles, tendo-se despedido, desceram a Antioquia e, havendo reunido a assembléia, entregaram a carta. 136 E, quando a leram, alegraram-se pela consolação.

137 Depois Yehudá e Sila, que também eram profetas, exortaram os irmãos com muitas palavras e os fortaleceram. 138 E, tendo-se demorado ali por algum tempo, foram pelos irmãos despedidos no shalom, de volta aos que os haviam mandado. 139 Mas Sha'ul e Bar Naba demoraram-se em Antioquia, ensinando e pregando com muitos outros a palavra do Senhor. 140 Decorridos alguns dias, disse Sha'ul a Bar Naba: Tornemos a visitar os irmãos por todas as cidades em que temos anunciado a palavra do Senhor, para ver como vão. 141 Ora, Bar Naba queria que levassem também a Yochanan, chamado Marcus. 142 Mas a Sha'ul não parecia razoável que tomassem consigo aquele que desde a Panfília se tinha apartado deles e não os tinha acompanhado no trabalho. 143 E houve entre eles tal desavença que se separaram um do outro, e Bar Naba, levando consigo a Marcus, navegou para Chipre. 144 Mas Sha'ul, tendo escolhido a Sila, partiu encomendado pelos irmãos à graça do Senhor. 145 E passou pela Síria e Cilícia, fortalecendo as kehilot.

 

 

 

10:33 Gepost in theologie | Permalink | Commentaren (0)

De commentaren zijn gesloten.